Fonsatti Advogados Associados - 20/04/2018

Autossabotagem Acompanhada de uma Crença Limitante

Por: Evelyn Cristina Bussolaro

A autossabotagem pode ser caracterizada pela combinação de sentimentos e pensamentos negativos acompanhados de comportamentos autodestrutivos. Quando a pessoa conscientemente quer conquistar ou fizer algo, mas em contrapartida e de forma inconsciente suas ações se conduzem na contramão de que se busca, ela esta se autossabotando.

É surpreendente a habilidade que muitos de nós temos no sentido de nos autossabotarmos, postergando ou dificultando nossas conquistas unicamente pela maneira de pensar, pela forma de enfrentar a realidade no qual se está inserido, ou melhor, através de crenças limitantes.

Crenças limitantes são pensamentos, interpretações que você adota para você como verdadeiros, mas no fundo são falsas ou pelo menos não são verdades absolutas, e que anteparam a sua vida de se tornar melhor. As crenças limitantes podem impedir você de ter mais saúde, relacionamentos melhores e mais prosperidade. Podem atrapalhar o aprendizado de uma língua, de uma nova tecnologia, ou impedir você que siga sua vocação.

Muito corriqueiro quando as pessoas encontram uma dificuldade, perpetram um erro ou creem que algo possa ser muito difícil de ser feito, ter a atitude de ficar reclamando, ficar expondo os erros dos outros ou de ficar se defendendo por não haver realizado algo ou não ter obtido o resultado melhor, pois é muito mais fácil ter esse tipo de comportamento do que realmente agir e buscar entender o cenário de uma maneira geral, entender um determinado caso com todas as suas particularidades e necessidades. É quase unanime que isso acorre devido a algumas ou várias crenças limitantes, a maneira de pensar e ver o mundo que faz com que não se consiga enxergar que as soluções eram possíveis e ainda por cima algumas vezes eram até mesmo muito simples de solucionar ou de se alcançar.

Nossas crenças comandam e determinam nossas ações, e muitas pessoas acreditam que são os fatores externos que controlam suas vidas. Na realidade, toda mudança pessoal tem início na crença e não no comportamento como alguns acreditam. Quando temos uma decisão importante a tomar, por exemplo, nossas crenças atuam para o nosso bem ou para o nosso mal, tudo depende de como usamos.

Devido à nossa necessidade emocional de certeza, muitas vezes a escolhemos acreditar que as nossas crenças são as corretas. Quando uma pessoa erra, ela pode procurar se desculpar e buscar crescer com tais erros ou ela pode se justificar, fazendo com que as pessoas que estão ao seu redor, tenham uma visão negativa a respeito da pessoa que cometeu o erro e não aceita, não assuma tal ação. Cada pessoa responde a estas crenças negativas de uma forma particular.

As pessoas quando percebem que podem mudar suas vidas através de suas crenças, descobrem que podem se livrar de pensamentos tóxicos que antes as impediam de alcançar seus objetivos. Com o passar do tempo, passam a explorar o grande potencial que já existia dentro delas, mas que de alguma maneira, estava desacordado esperando o momento para despertar.

E lembre-se sempre de seguir os cinco passos quando se defrontar com algum tipo de crença limitante: Identifique quais crenças estão limitando você de seguir em frente; encontre a causa da crença sendo curioso e criativo; defina qual é o objetivo que deseja alcançar; substitua a crença antiga e negativa por uma nova e fortalecedora; condicione a nova crença até que se torne um hábito. Abrir a mente para aceitar que as possui, é o primeiro passo para mudar de atitude e obter melhores resultados. A mudança não está no mundo externo. A mudança está dentro de você!

NOTÍCIAS RELACIONADAS